Banner Topo

O que aprendi sobre ESTILO

Kassandra Responde
Kassandra Valduga
20/02/2018 as 14:02

Ter estilo parece coisa de gente que entende de moda. Não é bem assim… Os estilos universais são sete: tradicional, elegante, esportivo, sexy, romântico, criativo e dramático. Todo mundo tem um estilo para chamar de seu. Ele tem a ver com a personalidade. Quanto mais você se veste dentro do seu estilo, mais acerta no look.

Identificar o meu estilo melhorou muito a minha imagem e me fez acertar mais, comprar menos e me deixou muito mais segura. Também vejo esta mudança nas mulheres e homens para quem faço consultoria a nas alunas do Felicidade Veste Bem.

Identifiquei meu estilo quando fiz a pós graduação em moda, mas demorei muito tempo para entendê-lo e internalizá-lo. Aconteceu depois que criamos o Felicidade Veste Bem. Para montarmos o curso, tive que vivenciar de forma autêntica todas as etapas antes de querer dividi-las com outras mulheres. E foi aí que tudo se encaixou:

Qualidade vale mais que quantidade – é muito melhor ter no guarda-roupa 15 peças de extrema qualidade (tecido, acabamento, durabilidade) que serão usadas por muito tempo, cerca de uma vez por semana, e vão dar mais elegância e sofisticação ao visual; do que ter 45 peças tendências de qualidade razoável, só para variar mais os looks, que você usará uma peça por mês e depois de seis meses não vai mais querê-las.

 

 

Maquiagem leve e neutra é mais elegante – tentar fazer maquiagem elaborada com três cores de sombra e outras técnicas que só os profissionais sabem é para quem gosta muito, para as outras mulheres, as faz perder tempo e ficar insatisfeitas com o resultado. Elegi os produtos indispensáveis para mim (base, corretivo, blush, sombra marrom, delineador, rímel e batom nude) e os uso todos os dias em uma make leve e neutra, que faço em 5 minutos. Saio todo dia de casa maquiada e feliz, valorizo meus traços e não tenho nenhuma necessidade de usar o batom lilás da moda (aliás, nem gasto dinheiro com isso).

 

– Não preciso morrer no salto 15 – “todo look para ficar bonito tem que ter um salto”, a moda nos ajudou muito a quebrar essa crença limitante com as milhares de opções de sapatos com todos os tipos de salto (viva!). Além de ser cansativo, o saltão nem sempre funciona para as atividades do dia a dia. Elegi o salto quadrado médio e sapatos de bico fino (que alongam) para me acompanharem na jornada diária da vida. Foi uma libertação! Saltão 15 só em ocasiões especiais.

 

Só uso acessórios que gosto – sabe aquela coisa de que uma roupa tem que ter um cinto para dar um acabamento ou um colar colorido? Não levo isso em consideração na minha vida! Porque na verdade não precisa. Só gosto de acessórios de metal e delicados e cintos tipo faixa na cintura. E só uso isso. Nem me permito comprar outros modelos ou tipos porque é bonito e “pode dar um efeito no look”. O que dá efeito no look é eu me sentir linda e leve.

 

 

Ser fashion dá muito trabalho – e como! Primeiro a gente se obriga a usar roupas que nem sabe se gosta só para parecer na moda. É desconfortável, incomoda e nos aprisiona. Depois tem que ter uma variedade de peças no guarda-roupa, especialmente as mais fashions, em cores variadas, para fazer várias combinações que perdemos de meia a uma hora para concluir com êxito. UFA! Compro e uso apenas o que gosto de verdade, sem me importar se está na moda, simples assim!

Saber e viver tudo isso na prática me libertou de muita coisa. Hoje só compro roupas das marcas que gosto e seu que funcionam pra mim. Não perco tempo vestido o que não tem nada a ver com meu estilo e tenho um prazer imenso de abrir meu guarda-roupa todos os dias para o desfile da vida real.

Share Button